Quer trabalhar de casa? Veja 5 profissões que permitem isso!

Quer trabalhar de casa? Veja 5 profissões que permitem isso!

O modelo de trabalho de casa ou mais conhecido como home office vem crescendo no Brasil e conquista novos aspirantes aos poucos. Com maior flexibilidade para a rotina e efetividade comprovada, trabalhar de casa tornou-se um desejo entre os profissionais brasileiros.

Por isso, é comum encontrar dúvidas sobre quais são as principais profissões que se adequam a esse formato. Aqui, listamos cinco delas para você conhecer e entender por quais motivos o home office se tornou uma boa solução para cada uma dessas carreiras. Confira!

Designer gráfico

Responsável pelo desenvolvimento de projetos visuais, o designer gráfico trabalha diretamente com a criação de peças gráficas, produção da identidade visual para novas marcas, ilustrações e até mesmo a diagramação de livros e revistas. Esse profissional precisa de uma boa dose de criatividade e, claro, um bom computador com acesso à internet e os softwares ideais para criar seus projetos. Por isso, pode trabalhar em casa sem muitos contratempos. Também é comum que atuem como freelancers, ou seja, costumam organizar um cantinho para trabalhar em casa de maneira confortável e sem muitas distrações.

Desenvolvedor de softwares e sites

Até alguns anos atrás, era comum que os profissionais da área de tecnologia de informação fossem diretamente vinculados às grandes empresas. No entanto, atualmente, a demanda pela contratação desses profissionais aumentou, sobretudo aqueles que atuam como autônomos – e possuem empresa individual. Por consequência, os desenvolvedores se transformaram em profissionais que desenvolvem projetos inteiros sozinhos e que podem realizar as tarefas de casa com facilidade – desde que com acesso a um bom computador. Além disso, muitas empresas passaram a investir em equipes de trabalho remoto, profissionais que são contratados para trabalhar em home office.

Contador

A dinâmica para os profissionais da área de contabilidade também mudou recentemente. Agora, os contadores já encontram espaço para realizar os seus trabalhos em home office, afinal, para realizar suas tarefas diárias, basta um bom computador e seus conhecimentos técnicos. Em vista disso, muitos profissionais abandonaram a ideia de organizar seus escritórios em ambientes empresariais, e têm preferido criar um escritório em sua própria residência – configurando literalmente um home office.

Revisor de textos

O revisor de textos é o profissional que trabalha diretamente com a revisão de materiais textuais diversos, realizando também alterações na estrutura e a formatação nos padrões técnicos definidos pela ABNT. Esse profissional, em especial, sempre esteve vinculado ao home office – apesar de ser comum encontrar revisores em empresas relacionadas ao ramo da comunicação, por exemplo. Trabalhar de casa pode ser um diferencial, uma vez que essa opção permite conciliar mais de um projeto com a rotina de trabalho, e o ambiente proporciona calma e tranquilidade para trabalhar.

Criação de conteúdo e copywriter

Os profissionais relacionados à produção de conteúdo e ao copywriting também costumam figurar entre aqueles que são adeptos do home office. Hoje em dia, a área de comunicação procura contratações freelancers, o que possibilita esse modelo de trabalho com maior recorrência. Trabalhar de casa também permite que o profissional atue em mais de um projeto ao mesmo tempo e tenha maior facilidade para organizar os próprios horários e as produções.

Além das profissões que citamos aqui, ainda há muitas áreas em que existe a possibilidade de se trabalhar em home office. Se você já está atuando em uma dessas carreiras, é válido refletir sobre como é possível inserir esse estilo de trabalho no seu dia a dia. No entanto, se você está dando os primeiros passos ou pensando em seguir algum desses segmentos, não deixe de conversar com um profissional experiente e tirar as suas dúvidas, OK?

Se você está procurando novas formas de trabalhar, aproveite a visita ao nosso blog e dê uma olhadinha em outros posts que podem interessá-lo:

Trabalhar na Europa: 7 coisas que você precisa fazer para alcançar esse sonho

Como se candidatar para empregos em outras cidades

Capacite-se na Microlins!

Conhecimento transforma o mundo! Os cursos da Microlins ajudam a impulsionar seu futuro de sucesso. Procure a unidade mais próxima e prepare-se para ir além.


    Entre em Contato

    * Eu concordo que meus dados enviados estão sendo coletados e armazenados. Para obter mais detalhes sobre como lidar com os dados do usuário, consulte nossa Política de Privacidade.

    Leia Mais
    cursos profissionalizantes

    Como os cursos profissionalizantes podem alavancar sua carreira

    Sabemos que o mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e a tendência é só aumentar, além da fase da pandemia que estamos vivendo. Levando esse cenário em consideração, precisamos estar cientes do quanto é importante os cursos profissionalizantes, afinal eles podem ser o diferencial que você tanto procura para entrar no mercado de trabalho ou até ganhar oportunidades.  

    As empresas estão atrás de profissionais que sejam proativos, empáticos, saibam trabalhar em equipe e o principal, que dominem a área de atuação. 

    Para isso é preciso estar sempre buscando conhecimento e estar de olho nas inovações do mercado e setor de atuação, assim você poderá ajudar a empresa se destacar.

    Além disso, os cursos profissionalizantes poderão te ajudar a abrir seu próprio negócio e conquistar sua independência e se você vai estudar de casa, montamos um artigo com várias dicas para manter a organização. 

    Agora vamos entender um pouco mais sobre cursos profissionalizantes, benefícios e muito mais. Bora lá continuar a leitura. 

    O que é considerado um curso profissionalizante? 

    Os cursos profissionalizantes visam a qualificação para o mercado de trabalho, dessa maneira os cursos ajudam o trabalhador a buscar aperfeiçoamento e atualização sobre assuntos específicos da sua área. Além de ganharem mais direcionamento na carreira. 

    Esses cursos são bem democráticos, ou seja, eles podem ser feitos independente do grau de escolaridade de cada um, claro que é importante ressaltar que o aluno precisa ter terminado o ensino fundamental. 

    Com isso os cursos profissionalizantes mostram que trabalhar com o que gosta, fazendo do seu hobby uma fonte de renda, é algo que está ao seu alcance. 

    E quais os benefícios em investir em cursos profissionalizantes? 

    É importante entender como os cursos profissionalizantes irão agregar na sua carreira profissional e como irão te ajudar a se destacar no seu segmento, então é só continuar a leitura que você não vai se arrepender. 

    Baixo Custo: 

    Os cursos profissionalizantes têm o custo mais baixo do que o de uma graduação e um tempo menor de duração, e é o que faz com que você possa cursá-lo sem comprometer o seu orçamento. 

     
    Colocação rápida no mercado de trabalho: 

    Já que os cursos profissionalizantes possuem um foco em um segmento ou técnica, as chances de colocação no mercado de trabalho se tornam mais rápidas.

    Outro fato que contribui para isso é o tempo de duração que faz com que o conteúdo fique fixo na sua memória por mais tempo. 

     
    Aumento das chances de conseguir um bom emprego e rápida colocação 

    Optar por um curso profissionalizante te abre essa porta de conquistar uma promoção ou uma recolocação no mercado de trabalho de forma mais rápida, afinal ter uma conclusão rápida do curso te possibilita uma colocação rápida no mercado de trabalho. 

    Melhoria do currículo: 

    O seu currículo é seu cartão de visita e ter cursos profissionalizantes só mostra que está sempre buscando se atualizar conforme o mercado, além de agregar para a empresa e para o seu conhecimento. 

    Quer fazer a diferença no mercado de trabalho? Quer mudar a sua vida? Escolha os cursos profissionalizantes da Microlins


      Entre em Contato

      * Eu concordo que meus dados enviados estão sendo coletados e armazenados. Para obter mais detalhes sobre como lidar com os dados do usuário, consulte nossa Política de Privacidade.

      Leia Mais

      Qual a diferença entre curso técnico e profissionalizante?

      Antes de falar sobre as diferenças entre curso técnico e profissionalizante, vamos pontuar as principais semelhanças entre eles.

      Primeiro, os dois são mais curtos do que uma graduação, não ultrapassando 2 anos de duração.

      Além de serem focados em formar profissionais para o mercado de trabalho, assim as aulas são focadas em um ensino mais prático das disciplinas, trabalhando a aplicação rotineira dos conhecimentos obtidos no curso.

      Conheça as principais diferenças entre curso técnico e profissionalizante

      Para esclarecer as diferenças, separamos um tópico para cada curso, mostrando suas principais diferenças. Continue a leitura para entender melhor.

      Cursos Profissionalizantes

      Eles também são classificados como cursos livres e não precisam de aprovação do MEC. Com isso, não seguem as exigências colocadas ao ensino técnico, como tempo de duração, trabalhos finais para a conclusão do curso e estágio obrigatório.

      Geralmente possuem a duração de 6 a 24 meses, variando bastante de acordo com os temas propostos.

      Os cursos profissionalizantes ensinam conhecimentos necessários para a realização de uma determinada profissão de maneira direta e breve.

      Essa é a formação ideal para quem não entende sobre a área e quer iniciar no assunto e pode ter como objetivo o aprendizado de assuntos bem específicos para profissionais que já estão no mercado de trabalho.

      Cursos técnicos

      Eles oferecem um diploma de nível técnico que é reconhecido pelo MEC, o que pede que sejam aprovados pelo Ministério.

      Assim, precisam seguir exigências específicas, como carga horária padrão, duração de 18 a 24 meses, estágio obrigatório e apresentação de trabalho para concluir o curso.

      O curso técnico apresenta estudos mais aprofundados sobre a área quando comparado aos cursos profissionalizantes, além de exigirem uma idade mínima do aluno, ou seja, é necessário ter concluído o ensino médio.

      Existem 3 períodos diferentes que o estudante pode escolher, como:

      • Externos: curso técnico e ensino médio são feitos ao mesmo tempo, só que em escolas diferentes.
      • Concomitante: a escola oferece uma formação técnica e a conclusão do ensino médio dentro do mesmo curso.
      • Subsequente: o estudante concluiu o ensino médio e depois entrar em um curso técnico.

      Mas e aí, qual curso eu devo escolher?

      imagem vetorizada com um menino com a mão no queixo em posição de pensamentoA resposta é simples, depende dos seus objetivos, o momento da sua vida. 

      A vantagem de fazer um curso profissionalizante é que você pode se matricular antes de concluir o ensino médio, começando a aprender sobre a área que gosta desde cedo.

      Além de serem curtos e mais baratos, é possível cursar como sendo um teste para descobrir qual profissão mais combina com o seu perfil.

      Os cursos técnicos irão aprofundar os conhecimentos do aluno em determinadas matérias, além de oferecer um diploma que pode ser necessário para diversas carreiras. 

      Vale lembrar que não se deve pensar nas duas formações como concorrentes e sim como complementares, afinal você pode fazer um curso profissionalizante na adolescência e depois investir no curso técnico e faculdade.

      O importante é pensar na sua carreira profissional como um todo, que é construída com uma série de formações, cursos e experiências.

      Uma dica importante: sempre que for mostrar o seu trabalho para alguém monte um portfólio onde contenha tudo que você já realizou e suas formações.

      Faça o melhor para você, escolha a Microlins! Temos diversos cursos em áreas diferentes, escolha o seu e tenha um futuro brilhante.


        Entre em Contato

        * Eu concordo que meus dados enviados estão sendo coletados e armazenados. Para obter mais detalhes sobre como lidar com os dados do usuário, consulte nossa Política de Privacidade.

        Leia Mais